Pesquisar

Nova Edição

Distribuição Gratuita
ISSN :2764-5304

Aena Assume o Controle do Aeroporto de Congonhas CGH, em São Paulo

LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Facebook

Nesta terça-feira, 17 de outubro, o grupo espanhol Aena assumiu a operação definitiva do Aeroporto de Congonhas. Essa transição ocorre após um período de controle compartilhado com a Infraero. Aena, que é uma das principais operadoras de aeroportos do mundo, trouxe consigo uma vasta experiência e um histórico de sucesso na gestão de aeroportos de alto tráfego em todo o mundo.

Do bloco de 11 aeroportos, Congonhas é o terceiro a ter controle definitivo do grupo, que já assumiu os terminais de Uberlândia (MG) e Campo Grande (MS). Essa mudança na gestão também é uma parte essencial da estratégia do governo brasileiro de privatizar a operação de aeroportos no país. A parceria com Aena é um passo importante nesse processo, que busca atrair investimentos estrangeiros e promover o desenvolvimento de infraestrutura aeroportuária de classe mundial no Brasil.

Foto: Luiz Carlos Jr

Antes de assumir oficialmente as operações, a Aena investiu R$ 3,3 bilhões em pagamentos iniciais e já possui um plano de melhorias que inclui a construção de um novo terminal de passageiros. A partir deste momento o segundo aeroporto do país recebe novos desafios em um dos mais movimentados do Brasil. Apesar da performance em quantidade de passageiros atendidos, Congonhas sofre diversos problemas de infraestrutura que dificultam a vida do passageiro, pela falta de mais transporte públicos, problemas para acesso de serviços de carros de aplicativos, terminais lotados dentre outros.

O primeiro voo a operar sob a nova gestão da Aena no Aeroporto de Congonhas foi o Gol 1553, que partiu de Recife e pousou na cidade de São Paulo às 6h03. Esse evento simbólico representa o início de uma nova era para Congonhas, e é um sinal de otimismo para o setor de aviação no Brasil. Posteriormente, o voo Azul 4006 realizou a primeira decolagem após a transferência de controle.

Sobre a AENA

Com a vasta experiência e expertise na gestão de aeroportos pelo mundo a Aena representa um grande potencial para o Aeroporto de Congonhas se tornar uma referência na aviação sul-americana. Isso não só beneficiará a economia brasileira, mas também melhorará a experiência dos viajantes que passam por Congonhas em suas conexões.

Os próximos aeroportos a serem assumidos até 30 de novembro incluem Ponta Porã (MS), Corumbá (MS), Uberaba (MG), Montes Claros (MG), Marabá (PA), Carajá (PA), Santarém (PA) e Altamira (PA).

Comentários

EM ALTA

Nesta semana, a Azul Conecta promoveu um evento de lançamento da Nova Pintura “Pantanal Azul” em alusão ao Centro-Oeste brasileiro. As novas cores do Cessna 208B Grand Caravan matriculado pelo código PT-MEO que foi apresentado no Hangar da Azul Conecta em Jundiaí.

Leia Mais
ASAS ROTATIVAS
plugins premium WordPress