Pesquisar

Nova Edição

Distribuição Gratuita
ISSN :2764-5304

FAB celebra 40 anos do T-27 com pintura comemorativa

LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Facebook

FONTE: FORÇA AÉREA BRASILEIRA

Fundamental para a formação dos cadetes da Força Aérea Brasileira (FAB), a aeronave T-27 Tucano completa quatro décadas de operações na FAB. A cerimônia alusiva aos 40 anos da chegada dos T-27 à Academia da Força Aérea (AFA) foi realizada nessa segunda-feira (20/11), em Pirassununga (SP).

Para celebrar o momento histórico, uma das aeronaves da AFA recebeu uma pintura especial que foi apresentada ao público pela primeira vez na cerimônia.

O T-27 Tucano com a pintura comemorativa dos 40 anos de operação na FAB foi pilotado pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno, e pelo Chefe da Divisão de Operações Aéreas da AFA, Tenente-Coronel Aviador Marcelo Guimarães Resende.

Em voo comemorativo, o T-27 Tucano foi escoltado pelas aeronaves do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) – mais conhecido como Esquadrilha da Fumaça, que por mais de três décadas utilizou o T-27 em suas demonstrações.

O evento contou, ainda, com a presença do Comandante de Operações Aeroespaciais (COMAE), Tenente-Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara; do Comandante-Geral do Pessoal (COMGEP), Tenente-Brigadeiro do Ar Ricardo Reis Tavares; do Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Tenente-Brigadeiro do Ar Maurício Augusto Silveira de Medeiros, entre outros Oficiais-Generais e convidados.

História

Fruto de uma parceria entre a Embraer e a FAB nos anos 80, o Tucano surgiu da necessidade da FAB de substituir a antiga aeronave de treinamento T-37, que era utilizado na instrução avançada da formação de pilotos na Academia da Força Aérea. Nascia assim uma máquina com desempenho notório e reconhecida internacionalmente.

O “Embraer 312 Tucano” é um dos melhores treinadores militares do mundo, sendo um sucesso de vendas, com 637 exemplares produzidos. Ele entrou em serviço em setembro de 1983 na FAB e já foi exportado para diversos países, como Angola, Argentina, Colômbia, Egito, França, Honduras, Inglaterra, Irã, Iraque, Paraguai, Peru e Venezuela.

Em 29 de setembro de 1983, a FAB recebeu os primeiros oito exemplares, sob matrículas 1303 a 1310. As aeronaves foram distribuídas para o Primeiro Esquadrão de Instrução Aérea, na AFA, e para o Esquadrão de Demonstração Aérea, marcando a reativação da Esquadrilha da Fumaça. O primeiro avião a pousar na AFA foi o FAB 1303, primeiro T-27 da Força Aérea Brasileira. Na ocasião, os pilotos eram o Tenente-Brigadeiro do Ar Délio Jardim de Mattos, Ministro da Aeronáutica à época, e o então diretor do CTA, Major-Brigadeiro do Ar Lauro Ney Menezes.

Em dezembro de 2021, foi dado início a uma nova era na formação dos futuros aviadores da FAB, com a entrega das primeiras aeronaves T-27 modernizadas, equipadas com um sistema aviônico capaz de preparar os cadetes da AFA para as modernas aeronaves de todas as aviações da Força Aérea, ressaltando o alto grau de competência e de profissionalismo dos integrantes da Força Aérea Brasileira.

Comentários

EM ALTA

Nesta semana, a Azul Conecta promoveu um evento de lançamento da Nova Pintura “Pantanal Azul” em alusão ao Centro-Oeste brasileiro. As novas cores do Cessna 208B Grand Caravan matriculado pelo código PT-MEO que foi apresentado no Hangar da Azul Conecta em Jundiaí.

Leia Mais
ASAS ROTATIVAS
plugins premium WordPress