Pesquisar

Nova Edição

Distribuição Gratuita
ISSN :2764-5304

O papel decisivo do Serviço de Busca e Salvamento em Naufrágios

LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Facebook

O pescador Deivid Luiz Monteiro Ferreira relembra com angústia o naufrágio do barco “Safadi Seif” em Santa Catarina, resgatado pelo Serviço de Busca e Salvamento da Marinha do Brasil (MB). Seu relato destaca a importância dessas operações, que em 2023 resultaram no salvamento de 754 vítimas de acidentes marítimos e fluviais, evidenciando a eficiência e os desafios enfrentados por esse serviço.

Fonte: Marinha do Brasil


O naufrágio do “Safadi Seif” é apenas um dos 295 incidentes de busca e salvamento (SAR) registrados em 2023, onde “homem ao mar” representou 33% das ocorrências. Mesmo com a constante fiscalização, fatores como falhas técnicas, erros humanos e condições meteorológicas influenciam o aumento desses incidentes, de acordo com o Encarregado da Seção de Socorro e Salvamento do Comando de Operações Marítimas e Proteção da Amazônia Azul, Capitão de Fragata Gustavo Lemos.

Plataformas para o cumprimento da missão.

Navios e aeronaves são fundamentais em resgates marítimos, projetados para comportar pessoas, processos e equipamentos, essas estruturas formam um sistema poderoso para ajudar pessoas em situação de risco. Para fortalecer a tomada de decisão existem estruturas robustas de coleta e compartilhamento de informações, a exemplo do Sistema de Informações sobre o Tráfego Marítimo (SISTRAM) e o Sistema de Planejamento de Apoio à Decisão SAR (SPAD-SAR). Essas tecnologias, juntamente com a cooperação entre Forças Armadas, permitem respostas rápidas e eficazes em situações críticas.

Editorial
A série de salvamentos em 2023 demonstra que a preparação profissional e o uso adequado de recursos tecnológicos são essenciais para o sucesso das operações SAR. Além disso, medidas preventivas, como o uso correto de equipamentos de salvatagem, a verificação de condições meteorológicas e o aplicativo NAVSEG, reforçam a importância de uma atitude proativa por parte das tripulações, evitando a necessidade de intervenções SAR.

A Marinha do Brasil e a Força Aérea Brasileira são os protagonistas neste tipo de missão ao incorporar esquadrões equipados e capacitados para este tipo de missão. Não podemos esquecer do trabalho dos bombeiros militares que integram as forças de segurança pública que exercem um papel de grande notoriedade no salvamento marítimo.

Fonte de dados: Marinha do Brasil

Comentários

EM ALTA

Nesta semana, a Azul Conecta promoveu um evento de lançamento da Nova Pintura “Pantanal Azul” em alusão ao Centro-Oeste brasileiro. As novas cores do Cessna 208B Grand Caravan matriculado pelo código PT-MEO que foi apresentado no Hangar da Azul Conecta em Jundiaí.

Leia Mais
ASAS ROTATIVAS
plugins premium WordPress