Pesquisar

Nova Edição

Distribuição Gratuita
ISSN :2764-5304

BETA Technologies entrega eVTOL para Força Aérea dos EUA

LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Facebook

A BETA Technologies, uma startup de aeronaves elétricas sediada em Vermont, deu mais um passo em sua jornada para torna o projeto ALIA numa aeronave capaz de liderar o futuro dos veículos elétricos de pouso e decolagem vertical. A entrega do ALIA na Base Aérea de Eglin, na Flórida, foi marcada por um evento histórico que representa o primeiro voo tripulado de uma aeronave elétrica entregue ao serviço militar americano.

O ALIA, desenvolvido pela BETA Technologies, percorreu o caminho desde Vermont até a Flórida, passando pela Costa Leste, em uma jornada que incluiu o primeiro voo de uma aeronave elétrica no espaço aéreo de Washington, DC. Agora, estacionado em Duke Field, um aeródromo auxiliar de Eglin, o avião iniciará uma campanha de testes de no mínimo três meses, com possíveis extensões.

Divulgação Beta

Em uma entrevista na quarta-feira com Breaking Defense antes da chegada do ALIA, o fundador e CEO da BETA, Kyle Clark, destacou o impacto significativo da colaboração com a Força Aérea dos EUA. A participação militar acelera consideravelmente o desenvolvimento comercial, pois as expectativas da Força Aérea em relação à aeronave são alinhadas com as da FAA: segurança, confiabilidade e produção consistente.

O programa Agility Prime da Força Aérea, conduzido através do braço de inovação conhecido como AFWERX, tem desempenhado um papel crucial no fomento de novas aeronaves como o ALIA, aproveitando o crescente mercado de aeronaves elétricas. Recentemente, a Joby Aviation, outra startup de decolagem e pouso verticais elétricos (eVTOL), entregou sua própria aeronave à Força Aérea como parte do esforço do Agility Prime.

Divulgação Beta

Maj. Riley Livermore, comandante de teste de voo do Esquadrão de Teste de Voo 413º em Duke Field, explicou em entrevista na quarta-feira que a parceria entre a Força Aérea e a BETA permitirá explorar possibilidades antes mesmo de estabelecer requisitos específicos de produto. O teste do ALIA será realizado em conjunto com a BETA em Duke, onde a startup operará o avião e os pilotos da Força Aérea não o pilotarão diretamente, mas Livermore deixou aberta a possibilidade para o futuro.

A entrega do ALIA à Força Aérea dos EUA marca um momento histórico na aviação elétrica e destaca o compromisso da BETA Technologies em liderar a inovação neste campo. Com a colaboração entre empresas privadas e militares, novas fronteiras estão sendo exploradas, impulsionando o desenvolvimento de tecnologias avançadas e sustentáveis para o futuro da aviação.

O apoio da Força Aérea dos EUA é um exemplo poderoso de como a colaboração entre setores pode impulsionar a inovação e acelerar o progresso em direção a um futuro mais sustentável e eficiente em termos de energia na aviação.

Comentários

YOUTUBE
INSTAGRAM
DESTAQUE
EM ALTA

Essa iniciativa representa um avanço na capilaridade das rotas latino americanas, fato que coloca a Azul Linhas Aéreas em posição de destaque no cenário turístico Sul Americano.

Leia Mais
ASAS ROTATIVAS
plugins premium WordPress