Pesquisar

Nova Edição

Distribuição Gratuita
ISSN :2764-5304

GOL suspende transporte de animais no porão de aeronaves após o caso Joca

LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Facebook

Após o trágico falecimento de um cachorro da raça Golden Retriever em um voo da GOL, a companhia aérea anunciou a suspensão temporária do transporte de animais no porão. A medida entra em vigor imediatamente e permanecerá em vigor até 23 de maio, afetando exclusivamente os animais acima de 10 kg que são transportados no compartimento de carga das aeronaves.

Imagem Ilustrativa.

A GOL tomou a decisão de suspender o transporte de animais no porão de suas aeronaves após a morte de um cachorro da raça Golden Retriever, ocorrida em 22 de abril por uma falha operacional. O caso Joca gerou grande comoção nacional devido ao erro de gestão da equipe responsável que enviou o animal para Fortaleza ao invés do destino contratado, o resultado foi a morte do cachorro que não suportou o trajeto de retorno para Guarulhos. Essa é uma situação que gera um alerta em toda a comunidade aeronáutica no transporte de animais de estimação em porões de aeronaves.

A GOLLOG, especialista no transporte de cargas e encomendas da GOL Linhas Aéreas oferece o serviço de transporte de animais até 30 kg para acomodação no compartimento de carga de voos operados pela GOL.

Foto: Luiz Carlos Jr

A suspensão do transporte de animais no porão, que entra em vigor imediatamente, terá duração até 23 de maio. Durante esse período, os passageiros afetados pela medida poderão solicitar o reembolso integral do serviço de transporte de animais ou mesmo da passagem aérea. Além disso, a companhia oferece a opção de alterar a data da viagem sem custo adicional, com período disponível entre 24 de maio e 31 de dezembro deste ano.

A GOL também se comprometeu a dedicar esforços para investigar o ocorrido e entender as circunstâncias que levaram à morte do animal.

Nota da empresa:

A GOL se solidariza com o sofrimento do tutor do Joca e de sua família. Entendemos a sua dor e lamentamos profundamente pela perda do seu animal de estimação. O cão deveria ter seguido para Sinop (OPS), no voo G3 1480 do dia 22/04/2024, a partir de Guarulhos (GRU), porém, por uma falha operacional o animal foi embarcado em um voo para Fortaleza (FOR).

Assim que o tutor chegou em Sinop, foi notificado sobre o ocorrido e sua escolha foi voltar para Guarulhos (GRU) para reencontrar o seu animal de estimação.

A equipe da GOLLOG na capital cearense desembarcou o cão e se encarregou de cuidar dele até o embarque no voo G3 1527 de volta para Guarulhos (GRU). Neste período, foram enviados para o tutor registros do animal sendo acomodado de volta na aeronave. Infelizmente, logo após o pouso do voo no aeroporto de Guarulhos, vindo de Fortaleza, fomos surpreendidos pelo falecimento do cão.

A Companhia está oferecendo desde o primeiro momento todo o suporte necessário ao tutor e sua família. A apuração dos detalhes do ocorrido está sendo conduzida com total prioridade pelo nosso time.

Suspensão e restrição de serviços

Para se dedicar totalmente a concluir o processo de investigação deste evento, a GOL suspendeu por 30 dias (a partir desta quarta-feira, 24/04 até 23/05) a venda do serviço de transporte de cães e gatos pela GOLLOG Animais e pelo produto Dog&Cat + Espaço, para viagens realizadas no porão da aeronave. O serviço Dog&Cat Cabine, para Clientes que levam seus pets na cabine do avião, não sofrerá nenhuma alteração.

Para os Clientes que contrataram o transporte do seu pet entre 24/04/24 a 23/05/24 por meio dos serviços que estão com restrição, poderão optar por restituição total do valor, inclusive do valor da sua passagem (no caso de Dog&Cat + Espaço), ou por postergar a viagem, sem custo, para depois de 23/05/24 em voos até 31/12/2024.

Aqueles Clientes que se encontram no destino de sua viagem e possuem um dos serviços restritos contratados para a volta serão atendidos se assim desejarem.

As equipes de aeroportos da GOL estarão à disposição para dúvidas ou através da central de atendimento pelo 0800 704 0465.

Editorial

A decisão da GOL de suspender temporariamente o transporte de animais no porão é uma medida prudente para avaliar os riscos e processos envolvidos no transporte de cargas vivas em aeronaves. Essa ação deve servir de exemplo para outras empresas que oferecem serviços similares. Os animais de estimação têm um valor emocional inestimável, sendo fundamental garantir sua segurança durante o transporte.

É fundamental que as autoridades aeronáuticas analisem as normas existentes para determinar se são adequadas para prevenir casos como esse no futuro. Embora seja difícil opinar sem compreender completamente o ambiente de tratamento e gestão de cargas aéreas, é evidente que a velocidade e eficiência são essenciais nesse processo. Qualquer erro pode ter consequências graves, especialmente no caso de cargas vivas.

Esperamos que o caso do Joca reflita em melhorias nos procedimentos de transporte de animais em aeronaves. O Caso Joca deve ser tratado semelhantemente a um acidente aeronáutico, onde ocorre uma investigação para o esclarecimento dos fatores que contribuintes e orientações para evitar que algo semelhante aconteça novamente. A segurança e o bem-estar dos animais devem sempre ser prioridades máximas.

Comentários

YOUTUBE
INSTAGRAM
DESTAQUE
EM ALTA

A Azul Linhas Aéreas anunciaram uma ação nacional para ajudar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.

Leia Mais
ASAS ROTATIVAS
plugins premium WordPress