Pesquisar

Nova Edição

Distribuição Gratuita
ISSN :2764-5304

Viajar em Família: dicas para transporte de pets na aviação executiva

LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Facebook

Viajar em família muitas vezes envolve a preocupação com os animais de estimação. Ao optar por voos na aviação executiva, é possível levar seus pets, desde que atendidas algumas exigências de segurança, logo fique atento as regras da empresa responsável pelo voo. Nesta oportunidade abordaremos algumas orientações e cuidados necessários para garantir uma viagem segura e confortável para os animais e para a assertividade das informações usaremos como base um artigo publicado pela Flapper.

Foto de Divulgação Flapper.

A preocupação com os pets durante as viagens em família é comum, e a aviação executiva oferece a possibilidade de levá-los a bordo, seguindo certas normas. A grande informação é verificar as condições do seu animal, incluindo a sua saúde para posteriormente verificar os procedimentos de embarque e acomodação que pode variar entre as diversas empresas que prestam este serviço. Na aviação executiva a grande preocupação é a satisfação do cliente.

Atualmente, as empresas têm investido em lounges para acomodar seus clientes antes do embarque, oferecendo opções de alimentos e bebidas. No entanto, vale lembrar que nem sempre essas infraestruturas estão disponíveis. Como cliente, fique atento às necessidades específicas do seu pet, pois o calor e os ruídos excessivos podem afetar a saúde e o bem-estar do seu animal.

Pensando em transportar um pet com a Flapper, quais regras devemos ficar atento para proporcionar uma experiência tranquila para os animais e seus donos.

Foto de Divulgação Flapper.

O que diz da Flapper para voo com parceiros da plataforma.

Para animais de pequeno porte, como gatos e cachorros, é permitido o transporte na cabine de passageiros das aeronaves de táxi aéreo. No entanto, o peso do pet somado ao da bolsa, caixa de transporte não deve exceder 10 quilos. A permanência do animal em seu equipamento durante todo o voo é obrigatória, garantindo seu conforto e segurança e para isso verifique se o pet consegue se mover confortavelmente.

Evite alimentar o animal nas horas próximas ao voo, mas assegure-se de que ele esteja adequadamente hidratado. Utilize uma coleira de identificação com informações de contato. Treine seu animal para se acostumar com a caixa de transporte antes da viagem, reduzindo o estresse durante o voo.

A documentação sobre a saúde do pet também é fundamental, exigindo a comprovação de vacinas em dia por meio da carteirinha de vacinação. Atentando-se às datas, as imunizações devem ter sido aplicadas há menos de um ano da data de voo. Além disso, é necessário apresentar um atestado de saúde emitido por um médico veterinário, com validade de um mês a partir da emissão.

Foto da Internet – Autor desconhecido

Cães-guias têm permissão para voar em táxi aéreo, desde que utilizem focinheira. Para animais de porte médio ou grande, como cães, são permitidos apenas em voos fretados, com prévia autorização da operadora.

Viagens Internacionais

Levar um animal de estimação em viagens internacionais, é essencial adicionar à lista de requisitos o Certificado Zoosanitário Internacional, conhecido como CZI. Esse documento deve ser solicitado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, preferencialmente com mais de 60 dias de antecedência em relação à data da viagem, seguindo a recomendação do órgão para evitar possíveis imprevistos.

Para cada país de destino, podem existir regras específicas para a entrada de cães, gatos e outros animais. O próprio Ministério da Agricultura disponibiliza detalhadamente a lista de exigências de cada nação, além de fornecer orientações para a emissão de um certificado especial que permite que seu pet transite pelos países membros da União Europeia.


O transporte de pets na aviação executiva é uma opção viável, exigindo planejamento e atenção aos requisitos específicos. A Flapper, juntamente com seus parceiros, possuem grande experiência quando se trata de transporte de animais. A dica é pesquisar se a empresa que você está contratando é capaz de oferecer este serviço e por esse motivo uma indicação segura é sempre bem-vinda. A dor de cabeça de um serviço ruim não trará de volta o momento saudável de uma viagem que você perdeu com sua família.

Voar também é parte da viagem
A flexibilidade oferecida pela aviação executiva ao permitir o transporte de pets é uma vantagem para as famílias que desejam viajar com seus animais de estimação. Ao seguir as orientações da empresa contratada e cumprir as exigências, é possível garantir o bem-estar dos pets durante toda a viagem. Respeitar essas precauções contribuirá para uma viagem mais tranquila e segura para seu animal de estimação.

Comentários

EM ALTA

Nesta semana, a Azul Conecta promoveu um evento de lançamento da Nova Pintura “Pantanal Azul” em alusão ao Centro-Oeste brasileiro. As novas cores do Cessna 208B Grand Caravan matriculado pelo código PT-MEO que foi apresentado no Hangar da Azul Conecta em Jundiaí.

Leia Mais
ASAS ROTATIVAS
plugins premium WordPress